Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

ONLINE
1




Partilhe esta Página





Total de visitas: 828005
ENTREVISTA COM JOÃO BOSCO DO NORDESTE
ENTREVISTA COM JOÃO BOSCO DO NORDESTE

  1. De onde você é?

Resposta: Sou da Bahia – Feira de Santana. (nasci na Paraíba e fui criado na Bahia até agora)

 

1.1 - Quando você começou a se aventurar na literatura?

Resposta: Desde pequeno já gostava de escrever. Sempre quando alguém fazia aniversário, meu presente era sempre um poema personalizado.

 

1.2 - Sofreu influência direta de parentes mais velhos, amigos, professores?

Resposta: De familiares diversos.

 

1.3 - O que aprendeu na escola o instigou a criar textos?

Resposta: Sim. A partir das aulas de redação e literatura. Sempre gostei de escrever.

 

  1. Você já leu muitas obras e lê frequentemente?

Resposta: Sim. Todos os dias um pouco.

 

2.1 - Que gêneros (poesia, contos, crônicas, romance) e autores prefere?

Resposta: Sou contista, mas escrevo poemas, crônicas e romances.

 

  1. Costuma fazer um glossário com as palavras que encontra por aí (em livros, na internet, na televisão etc.) e ir ao dicionário pesquisá-las?

Resposta: Não. À medida que vou escrevendo, faço as consultas.

 

  1. Há escritores de hoje na internet (não consagrados pelo povo) que admira? Em sites, Academias de que de repente você participa etc.

Resposta: Dolce Vita, Izabelle Valadares, Luiz poeta e Roberto Ferrari.

 

  1. Você costuma participar de antologias?

Resposta: Sim.

 

5.1 - Acha-as algo interessante?

Resposta: Sim.

 

5.2- Participaria de uma se eu a lançasse?

Resposta: Sim. Estudaria com carinho.

 

  1. Você é membro de Academias de Letras?

Resposta: Sim. No Brasil (Bahia, Goiás, MG, PE, AL, Niterói, RJ, Ceará), Argentina, França e Chile.

 

6.1 - Aceitaria indicações para ingressar em Academias de Letras como membro?

Resposta: Sim. Estudaria com carinho.

 

  1. Tem ideia de quantos textos literários já escreveu?

Resposta: Sim. Quase mil.

 

7.1 - Há quanto tempo escreve ininterruptamente?

Resposta: Desde jovem sempre escrevi algumas coisas, Só passei a colocar em livros e site nos últimos seis anos.

 

  1. Você tem dificuldade de escrever em prosa, em verso? 

Resposta: A prosa poética é complicada. Gosto de prosa em contos.

 

  1. Você possui algum lugar onde publica textos virtualmente? Qual? 

Resposta: https://boscodonordeste.recantodasletras.com.br

 

  1. Que temas prefere escrever?

Resposta: Ficção sobre o cotidiano.

 

10.1 - Prefere ficção ou o que vivencia e vê no dia a dia?

Resposta: Ficção sobre o cotidiano, Na minha cidade ficcional Literacity.

 

  1. Aprecia outros tipos de arte usualmente?

Resposta: Música, nas horas vagas dou aulas de violão e teclado como voluntário para pessoas carentes.

 

11.1 - Frequenta museus, teatros, apresentações musicais, salões de pintura?

Resposta: Resposta: Sim.

 

11.2 - Está envolvido com outro tipo de arte (é pintor, músico, escultor?)

Resposta: Músico.

 

  1. Que retorno você espera da literatura para si mesmo no Brasil?

Resposta: Recuperar pelo menos o investimento das publicações. Ou quem sabe meus contos se transformarem em peças teatrais ou série de TV.

 

12.1 - E a nível de mundo?

Resposta: Recuperar o investimento com as publicações e despesas de viagens.

 

  1. Você acha que o brasileiro médio costuma ler?

Resposta: Muito pouco no virtual e quase nada no livro físico.

 

13.1 - Acha que ele gosta de literatura tradicional ou só de notícias rápidas e sem profundidade?

Resposta: Gosta de metades de notícias rápidas. É a geração da imagem em movimento com som. Não é à toa que 80% das comunicações no wattsapp sejam em vídeos; Dá impressão de que 60% gosta é de funk, arrocha e pagode, pois não precisam sequer fazer qualquer esforço de raciocínio e reflexão. Muito pouco ou quase nada gosta de literatura.

 

  1. Você costuma registrar seus textos na FBN antes de publicá-los?

Resposta: Todos os meus livros têm ISBN.

 

14.1 - Sabe da importância disso?

Resposta: Ainda não percebi essa importância de registrar meus textos na FBN. Poderia esclarecer e dar dicas de como fazer? (Entrevistador: Enviarei no privado).

 

  1. Já tem livros-solo publicados?

Resposta: Sim. Tenho três solos e seis E-books. Já participo de 38 antologias..

 

15.1 - Consegue vendê-los com certa facilidade? 

Resposta: Não. Somente em eventos locais, pois falta apoio das editoras a nível nacional. Na realidade nunca tive tempo de acompanhar divulgação e vendas. Este ano pretendo tomar conta dessa área com mais dedicação.

 

  1. Já conhecia o poeta-escritor Oliveira Caruso (desculpe-me, esta pergunta é padrão para quem participa de meus concursos literários)?

Resposta: Sim. É meu querido vizinho do Recanto das Letras.

 

  1. Você trabalha com literatura inclusive para aumentar sua renda ou a leva como um delicioso hobby?

Resposta: Creio que, como todo escritor iniciante de publicações, a pretensão começa como um hobby, mas à medida que a gente vai aprofundando e recebendo críticas e solicitações de trabalhos, os investimentos vão aumentando e precisamos recuperar, pelo menos, essas despesas. Escritor só tem valor depois de morto, e aí quanto mais vivos forem os parentes e as editoras, mais ricos poderão ficar, a depender da qualidade das obras.

 

  1. Você trabalha (ou) fora da literatura?

Resposta: Sou professor de Literatura, Português e Redação,

topo